Lavradores de Feitoria com novidades

Ainda não tinha estado no restaurante Terrace by Rui Paula, do Hotel Tivoli, desde que o chefe assumiu os destinos da cozinha, e acabei por juntar dois bons motivos para lá ir. O segundo motivo teve a ver com a  Lavradores de Feitoria (LF) , que ali veio apresentar as suas novidades da gama Cheda, e também falar sobre a sua nova estratégia de distribuição, que agora passa a ser feita pela Vinalda. Já as restantes marcas do produtor continuarão a ser feitas pela Vinicom.

Não provava os vinhos da LF há já algum tempo, e percebi que a imagem dos rótulos tem vindo a mudar para melhor. A acompanhar a qualidade da imagem, os vinhos, agora com um perfil mais fresco e frutado, feitos com uvas de altitude; e um monocasta branco com 100% Riesling. A este vinho, de 2014, juntaram-se ainda as novas colheitas do Cheda branco e tinto; do Reserva branco (todos de 2016), e do Reserva tinto, de 2015.

Olga Martins (CEO da LF) e Paulo Ruão (Director de Enologia da LF) apresentaram as novidades e relembraram também a história da marca, lançada em 2004 (onde permaneceu até 2010), tendo sido relançada em 2014 com nova imagem e quatro vinhos branco, rosé, tinto e Reserva tinto. Em 2016, lançou-se ainda o ‘Cheda Reserva branco’, e agora em 2017 a aposta vai para o monocasta Cheda Riesling, de onde sobressai um aroma frutado e citrino. No paladar continua no mesmo estilo frutado, apresentando boa acidez. Gostei bastante, revelando-se um vinho muito equilibrado.

Estamos hoje em 2017 e ninguém diria que passaram tantos anos desde que o projecto nasceu (em 2000), fruto da união de quinze lavradores, proprietários de dezoito quintas distribuídas pelo Douro (Baixo Corgo, Cima Corgo e Douro Superior) que se juntou num esforço conjunto de partilha e associativismo (coisa rara hoje, imaginem na época!) , e de produzir cada vez melhor. Actualmente o projecto conta com 48 accionistas, dos quais 15 são lavradores proprietários de 18 quintas. Acresce a Quinta do Medronheiro, comprada em 2011 com capital da empresa. No total, têm ao seu dispor, uvas provenientes de mais de 600 hectares de vinha.
  
 

Nov, 14, 2017

0

SHARE THIS