Aquilo que nos une

Caríssimos, estou longe de ser crítica de cinema, mas digo-vos desde já que têm mesmo de ir ver ‘Aquilo que nos une’ (título original ‘Ce Qui Nous Lie’),! um filme de Cédric Klapisch que retrata um problema que toca a muitos produtores de vinho (e não só): o da sucessão. Quando o pai viúvo morre, três irmãos juntam-se para conversar sobre o que vão fazer com a casa e as vinhas da família, situadas na Borgonha. Jean (Pio Marmaï) regressa da Austrália à terra natal depois de dez anos de ausência para se juntar aos irmãos Juliette (Ana Girardot) que ficou todos aqueles anos a ajudar o pai nas vinhas, e Jérémie (François Civil) que vive perto da irmã e também se dedica aos vinhos, mas na propriedade do sogro. O que fazer, afinal? Vender o legado ou mantê-lo, mantendo viva a história de família? Sendo um filme relacionado com vinho, muitos produtores vão sentir-se identificados com as situações que vão surgindo na narrativa mas, mesmo quem não pertence a esta área, vai achar muita graça. O reencontro dos três irmãos é emocional e ao mesmo tempo hilariante, de um humor absolutamente irresistível. Tanto na resolução das questões da vinha e do vinho, como nos dramas da vida de cada um. Só isto (e a fotografia do filme, que é fantástica) faz deste um dos melhores filmes relacionados com vinho que vi nos últimos tempos. Sem grandes enredos, só mesmo com o melhor das relações humanas. A não perder!
 

Nov, 03, 2017

0

SHARE THIS