Dia da Mulher comemorado com vinho da Quinta de Lemos

OPINIÃO
 
A Quinta de Lemos aproveitou para reunir no dia 8 de Março, Dia da Mulher, um grupo de jornalistas no restaurante Panorama, no Sheraton Lisboa Hotel & SPA, e mostrar o trabalho que tem vindo a desenvolver na região do Dão. Logicamente, o mulherio fartou-se de conversar e de fazer perguntas ao enólogo Hugo Chaves (este nome é inesquecível) e ao Eduardo Figueiral (responsável comercial) que se viram desarmados perante o interrogatório feminino! :)

Fora de brincadeiras, os vinhos foram bem harmonizados. O Xerém líquido ligou bem com o branco Dona Paulette 2012, o foie com o tinto Jaen 2007, o lombinho de vitela com o tinto Georgina 2009 e a sobremesa de pudim de leitão com outro tinto, o Georgina 2009. Sei que sou suspeita, porque sou uma grande apaixonada pela casta Encruzado, mas garanto-vos que a melhor conjugação deste menu foi o Xerém com o Dona Paulette. Até agora, este vinho é o único branco da Quinta de Lemos, e ainda por cima elaborado com a casta rainha do Dão. É um grande vinho, nesta colheita de 2012 a mostrar todo o potencial da casta, já com alguns aromas de evolução e uma acidez ainda bem presente. Passou 15 meses em barricas de madeira nova de carvalho francês (Allier), o que contribuiu também para a sua cor carregada e para uma boa estrutura, sem no entanto se notar madeira a mais. Um branco muitíssimo equilibrado que me enche as medidas sempre que o provo.
 
 
 
 
 

Mar, 13, 2017

0

SHARE THIS