O amor é cego

NOTÍCIA
 
 
A história do azeite Amor é Cego, um projecto familiar localizado no coração do Alentejo, começa a ser contada em 2015. Foi nesta altura que João Rosado recebeu como herança um pequeno olival de sequeiro, plantado pelo seu avô há mais de 60 anos. A vontade de homenagear o trabalho da sua família levou a que este professor de Matemática se dedicasse à produção de azeite, um trabalho que dispensava contas e que apenas era motivado pela paixão à terra.
 
Foi esta devoção incondicional à terra que inspirou o atelier Rita Rivotti Wine Branding & Design a criar uma imagem única e diferenciadora, que desse continuidade a esta história de amor. Foi preciso recuar às antigas tradições do Alentejo, onde foram encontradas esculturas de pequenas e coloridas figuras chamadas ‘Amor é Cego’. Estas pequenas estátuas, vestidas de trajes festivos e ornamentadas com objectos típicos da região, tornaram-se famosas representações da irracionalidade do amor.
 
O design do azeite Amor é Cego é uma interpretação moderna destas figuras, com as quais partilha também o nome. O resultado é uma garrafa diferenciadora, que pode ser transportada numa caixa simples e ecológica, refletindo a preocupação ambiental do produtor. Este elogiado packaging, vencedor da medalha de ouro na categoria de Design dos Prémios Lusófonos da Criatividade 2016, segue ainda a filosofia da sua criadora, Rita Rivotti, que acredita que uma embalagem serve mais do que um propósito. Neste caso, a própria caixa funciona como uma recordação ou expositor.
 
Este azeite virgem extra, elaborado exclusivamente a partir da variedade Galega, é equilibrado e harmonioso, revela-se frutado, com notas de tomate e frutos secos, antecipando um final ligeiramente picante. Um produto 100% Made in Portugal.
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Fev, 28, 2017

0

SHARE THIS