Igualdade

POST
 
 
Ontem, num restaurante, assisti a uma cena que infelizmente continua a repetir-se continuamente. Um empregado de mesa dirigiu-se a um casal e entregou ao homem a carta de vinhos. Neste caso, o homem deu a carta à mulher, para ela escolher o vinho. Mesmo assim, o empregado esperou sinal de aprovação do homem quando ela o escolheu. E, quando chegou à mesa, acintosamente, deu primeiro o vinho a provar ao homem.
 
Sou do tempo em que produtoras, enólogas, escanções ou comerciais do vinho (e jornalistas, já agora) eram ainda em número reduzido. O tempo foi-se encarregando de dar às mulheres o devido lugar nesta área mas, infelizmente, as mulheres continuam a ter de trabalhar três vezes mais do que os homens para mostrar o que valem. Claro que os tempos mudaram, as mulheres já marcam a diferença em muitas áreas, mas ainda há muito a conquistar. Quantas vezes continuarão a servir primeiro os homens? Não seria mais justo perguntar ao casal quem prova? Quantas vezes entraremos numa garrafeira para perguntar ao rapaz que lá está, e não à menina atrás do balcão, uma sugestão de um vinho? Quantos clientes não terão também entrado num restaurante olhando de soslaio a menina que está a servir à mesa, e que de certeza, acham eles, não percebe nada de vinhos? Quantas vezes as mulheres serão ultrapassadas pelos homens, mesmo que sejam melhores profissionais que eles, só pelo simples facto de serem mulheres?
 
Se a situação do restaurante tivesse sido comigo, o empregado já não saberia de que terra era :D Cabe a cada um de nós, mulheres mas também homens que dão valor às mulheres da sua vida, continuar a lutar por uma igualdade que nos é devida. E, já agora, falando em igualdade, vejam o discurso bombástico e inspirador da Madonna quando recebeu o prémio de Mulher do Ano da Billboard Music, em 2016 (vejam tudo que vale a pena, e a forma como termina é ainda mais marcante). É caso para dizer que é uma mulher… com tomates! :D
 
https://www.youtube.com/watch?v=67j0r-3EYlE
 
 
 

Jan, 11, 2017

0

SHARE THIS