Vinho original

O José Domingues, enólogo de Monção e Melgaço que já passou por conhecidas adegas de produtores como a PROVAM, Soalheiro ou Quinta de Santiago, está desde final de 2017 à frente dos vinhos do Solar de Serrade, próximo de Monção e Melgaço. Recentemente, lançou também um projecto pessoal, um vinho Alvarinho muito especial, de edição limitada.

Este projecto foi-me apresentado há uns meses de uma forma especial, ainda o vinho estava a 'mexer-se dentro da garrafa' à espera de ser lançado. Sentada à beira do rio Minho, o José colocou uma mesa e cadeiras para estarmos envolvidos pela paisagem e pelo terroir desta sub-região, e foi ali que provei o vinho da casta Alvarinho que ele desenhou, e que baptizou de Terrunho ‘Land & Soul’. Da colheita de 2017, esta é a sua interpretação de Melgaço e Monção. As uvas que deram origem a este vinho vêm de parcelas plantadas em encosta, a 225 metros de altitude, com influência marítima. A Alvarinho teve 12 dias a fermentar, sem temperatura controlada. Só dez por cento do vinho passou por madeira (barricas de carvalho francês com tampos de cerejeira), teve 7 meses de estágio sobre as borras totais, e cinco meses de battonage.

É um vinho com algumas arestas, e é mesmo isso que se pretende. Muito presente, volumoso, untuoso, envolvente e complexo, de onde sobressaem aromas frutados e minerais. Diferente e original, só se adquire em garrafeiras (foram apenas lançadas 3006 garrafas standard de 0,75l e 54 magnuns (1,5l). Se querem provar apressem-se, senão esgota. Depois não digam que não vos avisei! 

 

Nov, 15, 2018

0

SHARE THIS