Herdade do Sobroso com novidades

A Herdade do Sobroso situa-se no Alentejo, na Vidigueira, junto ao Rio Guadiana, mas veio ao restaurante Darwin, em Lisboa, para a dar a conhecer novas colheitas e algumas novidades. A propriedade foi adquirida em 2001 por António Ginestal Machado, arquitecto de profissão, que ali realizou o sonho de produzir vinho e de montar uma unidade de turismo rural traduzida num pequeno hotel de charme situado no meio de uma vinha. António Machado e a sua filha Sofia administram a propriedade, cabendo ainda a esta última a comercialização dos vinhos que são elaborados pelo seu marido e enólogo Filipe Teixeira Pinto. Já a mãe, Isabel Ginestal Machado, é a responsável pela decoração e manutenção do hotel. 

O primeiro vinho foi lançado em 2008 e, depois de acompanhar o projecto durante tantos anos, senti ao provar os vinhos que a herdade chegou à ‘idade adulta’. Ou seja, os vinhos que anteriormente sentia bem feitos mas parecidos com tantos outros, estão hoje mais equilibrados, pensados de forma mais elaborada, são adultos responsáveis e com uma personalidade cativante (o que é importantíssimo se pensarmos na imensa oferta que existe numa região como o Alentejo). Não há por isso dúvidas que as diferentes gamas de vinho que provei são consistentes e já estão consolidadas no mercado, no entanto, nesta prova e por diferentes razões sobressaiu o Herdade do Sobroso tinto 2015 (frutado, redondo, fresco e envolvente, uma excelente relação qualidade preço (9€) dando a sensação que é um vinho bem mais caro) e a novidade Herdade do Sobroso Celler Selection 2017, um excelente rosé elaborado 100% à base de Syrah, aromático, intenso mas sem enjoar, com uma mineralidade e frescura vibrantes.

 

 

Out, 01, 2018

0

SHARE THIS