Coisas boas

 

Desde miúda fui habituada a comer de tudo. Geralmente cozinhados fáceis de fazer que a minha mãe deixava prontos para o resto da semana, ou alguns pratos tradicionais que a Conceição fazia (a empregada mais chata que passou lá por casa, mas também a que cozinhava melhor, valeu o sacrifício de a aturar! :) ). Isso incluía muitas vezes petiscos e miudezas, como as iscas de cebolada com batata cozida ou as moelas guisadas entre outros deliciosos pratos que agora posso recordar a partir do novo livro do Virgílio Gomes e da Isabel Zibaia Rafael, editado pela Marcador.

Nele, podemos encontrar coisas tão boas como arroz de cabidela de frango do campo, tripas à moda do Porto, língua de vitela, ovos mexidos com mioleira de borrego, butelo com casulas ou rins de porco na frigideira. E há muitos mais. Durante o lançamento do livro, apresentado há semanas pela nossa querida Maria de Lourdes Modesto, muitos de nós ficámos a salivar só de a ouvir falar. E ao Virgílio e à Isabel, que com todo o esmero nos apresentaram o resultado das suas investigações e experiências. É um livro que não pretende ser exaustivo mas é sem dúvida uma boa chamada de atenção ao nosso património alimentar, juntando a isso curiosidades e referências históricas que nos fazem recordar a nossa história alimentar desde a infância.

 
 
 
 
 

Jun, 07, 2018

0

SHARE THIS