Leitão a rodos

 
 Desculpem lá qualquer coisa mas o fartote de leitão vai continuar. Ou seja, vou continuar literalmente a torturar-vos a mente com os deliciosos momentos que tenho passado com os meus enoturistas da Tryvel a saborear os ditos bichos. Ontem estivemos no Mugasa a almoçar com o Ricardo Nogueira, o proprietário, que além de um excelente assador como o pai, corta o leitão como ninguém. O Ricardo brindou-nos com o espectáculo de preparar o leitão ali mesmo, à nossa frente. Sorte a nossa que pudemos assistir a este belo momento. 
A saga continuou à noite, no restaurante Vidal. Fundado nos anos 60 por Vidal Dias, hoje é o seu filho José quem continua a manter o restaurante, que em meados da década de 90 chegou a enviar leitões para Londres encomendados pela rainha Isabel II. Depois de visitarmos alguns dos melhores restaurantes de leitão da Bairrada (o primeiro dia foi no rei dos Leitões) ficamos a perceber melhor o dilema existencial dos Bairradinos (e porque é que entram em altas filosofias) quando lhes perguntam onde se come o melhor leitão. (Quase) impossível escolher!
 

Abr, 22, 2018

0

SHARE THIS