Quarta-feira

 

Ir a Évora e não ir almoçar (ou jantar) à Taberna Típica Quarta-Feira, é como ir a Roma e não ver o Papa. José Dias, o carismático proprietário, trata de tudo. Escolhe a ementa e o vinho do cliente, e não vale a pena reclamar (até porque nunca ouvi reclamar de comida tão boa). Fui com um pequeno grupo de jornalistas e comemos entradas diversas, cachaço de porco alentejano e um pijama de doces que até eu que não sou grande fã não consegui resistir. Nos vinhos, um branco Vinhas Velhas do Paulo Laureano. Vou ao Quarta Feira desde que comecei no mundo dos vinhos. É quase como a minha casa/cantina no Alentejo. Quem ainda não foi, não sabe o que está a perder.

 
  
 

Fev, 07, 2018

0

SHARE THIS